Início > Período 3º > Porquê Sardenberg errou a previsão da Copa 2010

Porquê Sardenberg errou a previsão da Copa 2010

10 de Julho de 2010 Deixe um comentário Go to comments

Não poderia deixar de comentar algo relacionado com a Copa. Comentarista da TV Globo e âncora da Rádio CBN, o economista Carlos Alberto Sardenberg propôs uma fórmula para prever quem seria o grande campeão, a qual o Brasil aparecia como o favorito. Não aconteceu. Por que? Antes de responder, vale dizer que estou me sentindo como um fungo unicelular entre os dedos dos pés de Davi ao enfrentar Golias, mas vou aproveitar o clima desportista: o importante é participar!

Como Foi: Sardenberg separou três critérios principais para usar na probabilidade: (a) a população do país, (b) a renda per capita e (c) a colocação do país no ranking da FIFA. Para ele, quanto mais populoso fosse um país, mais jogadores haveria; e quanto maior a renda per capita, mais rico seria o país, dando condições para se investir em uma estrutura profissionalizante de futebol. O ranking da FIFA seria um medidor da qualidade do futebol de tal país.

Como É: Na minha opinião, um país mais populoso não é necessariamente aquele com mais jogadores pois precisamos nos lembrar do fator popularidade do futebol. Por exemplo, a China é muitas vezes mais populosa que o Brasil, mas será que há mais jogadores chineses que brasileiros? Não sei, mas provavelmente não. Segundo, será que a renda per capita está ligada ao esporte de melhor qualidade? Talvez, mas eu diria que não necessariamente. No Brasil mesmo, o esporte é uma das poucas opções da fuga da pobreza. Levando isto em consideração, podemos até dizer que renda per capita e quantidade de profissionais são na verdade inversamente proporcionais. Por último, o ranking: se a FIFA já enumera os melhores times de futebol, por que então existe um torneio da própria FIFA para se disputar justamente quem é a melhor seleção? Finalmente, qual das duas maneiras se define a melhor seleção? É meio paradoxal isso.

Como deveria ser: Primeiro, a população absoluta deveria ser ajustada pelo o grau de popularidade do futebol: que porcentagem da população pratica o esporte regularmente. Depois, averiguar a renda per capita versus investimento no esporte, ou seja, um índice que indica como cada país dedica seus recursos para o futebol, que também 
deve variar bastante por causa da popularidade do esporte. Por último, dar menos ou nenhuma relevância ao ranking da FIFA, pois no campeonato mundial, os times estão submetidos a outras múltiplas variáveis que geralmente faz o resultado fugir daquele proposto pelo ranking.

No final das contas, seria bem mais fácil falar que a fórmula apresentou apenas a maior probabilidade.

Categorias:Período 3º
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: