Início > Pense Nisso!, Período 3º > Seguro contra bala perdida

Seguro contra bala perdida

25 de Fevereiro de 2010 Deixe um comentário Go to comments

A Bradesco Seguros começou a vender seguros populares de acidentes pessoais em duas das favelas mais simbólicas do Rio de Janeiro e de São Paulo, Rocinha e Heliópolis. Por 3,50 reais mensais, o seguro abrange inclusive balas perdidas. Em caso de morte, a família do segurado recebe 20 000 reais. Quase 500 contratos já foram fechados. (Revista Veja)

A notícia é interessante, apesar da revista que a publicou. Quando o Estado não fornece oferta de tal serviço suficiente para suprir a demanda, as empresas privadas aparecem para tomar esse pedaço do mercado e cobram por isso. A principal diferença entre o mesmo serviço prestado entre o setor público e privado é o preço: as empresas visam lucro, então o preço é maior.

Se, por exemplo, o Estado não conseguisse suprir a demanda por serviços de saúde, não seria de imediato que hospitais privados surgiriam. Primeiramente a relação demanda/oferta teria de ser tão grande ao ponto de que as pessoas pagariam uma taxa extra, fora os impostos, para consumir tal serviço: daí surge o lucro necessário para a existência do setor privado.

É por isso que a nova jogada do Bradesco assusta. A falta de segurança não é apenas horrível, mas tão horrível ao ponto de ser lucrativa. É claro que o setor privado de segurança já existe há muito tempo mas, mesmo com todos os produtos, a probabilidade de um ato violento acontecer tornou-se tão elevado que é propício existir um serviço privado de seguros para tais acontecimentos.

  1. Victor Albuquerque
    18 de Maio de 2010 às 12:38 AM

    Ricardo,

    Desculpas, mas não consegui localizar nenhuma comparação entre os custos privado e público no texto acima.

    Vou supor que você confundiu custos com preço. Por preço eu me refiro ao valor monetário cobrado para consumir certo produto ou serviço. No caso acima, seria a mensalidade da escola e outros bens, por exemplo, o meterial escolar.

    Usando o exemplo acima, o preço público para este serviço e bens é apenas o imposto, enquanto o preço para a mesma cesta de bens, porém de origem privada, seria um valor monetário a mais.

    Já o termo custo, na economia, refere-se a quantidade de dinheiro pago por empresas ou indivíduos para iniciar um processo produtivo. Os custos de uma escola poderia ser exemplificado pelo salário dos professores e o aluguel do imóvel.

    Não sei dizer se os custos são maiores para a empresa pública ou privada, afinal de contas, os mercados de professores, imóveis e outros bens são os mesmos para ambos setores. Talvez o setor público, por possuir uma burocracia maior para contratação de professores(concursos) e por causa da existência de um teto mínimo salarial, seja possível afirmar que este setor possua uma menor flexibilidade quanto a este insumo(contratação de professores) e, por causa desta incapacidade, seja obrigado a adotar uma combinação de insumos que seja mais cara que a do setor privado(maior liberdade para contratar), para fornecer um mesmo produto(ensino).

    Agora, respondendo sua pergunta: primeiro, eu não tenho uma idéia clara do que se trata de eficiência nesses setores. Na educação, por exemplo, seria a taxa de matrícula vs. a taxa de aprovação dos alunos, ou seria a relação entre os dias que os professores deveriam dar aula vs. os dias que realmente a aula aconteceu (que seria o “fornecimento” do ensino de fato) ?

    Espero ter sido claro e que você visite mais vezes o blog. Abraços

  2. ricardo
    17 de Maio de 2010 às 11:21 PM

    Velhao, absurdo seu comentário.

    O estado presta serviços com custo maior do que o setor privado.

    Compare qualquer área, educação, saúde, segurança, e me diga uma em que o estado brasileiro é mais eficiente e gasta menos?

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: