Início > Bombou!, Pense Nisso!, Período 2º > Aniversariante e Terrorismo

Aniversariante e Terrorismo

2 de Outubro de 2009 Deixe um comentário Go to comments

No último 15 de setembro, completou-se 365 dias desde que o Lehman Brothers quebrou, fato que simbolizou o início desta recessão econômica. A injeção de capital na economia para estimular o consumo e aumentar a liquidez foram ações fundamentais, porém fez que a conta do bolo de aniversário fosse bem caro. Para ser mais exato, “Estima-se que essas ajudas tenham chegado a US$ 10 trilhões ao longo do ano no mundo. E quem vai pagar essa conta é o contribuinte”, diz Antonio Correa de Lacerda, professor-doutor do departamento de economia da PUC-SP.

10 trilhões = 10.000.000.000.000

Apesar do FMI ter declarado o fim da crise,  para muitos economistas ainda haverá um segundo aniversário. Segundo Lacerda, “Não foi mexido na estrutura da coisa. Todos os problemas que geraram a crise de 2007 e 2008 ainda estão presentes. Então, há uma crise que pode surgir a qualquer momento”. Também Roberto Troster, ex-economista-chefe da Federação Brasileira de Bancos, prevê: “Acho que ainda vamos ter problemas até o segundo semestre de 2010”.

Falando em previsão, a depressão já possui 3 anos de idade, segundo Nouriel Roubini, professor de economia da Universidade de Nova York. Ele afirmou durante uma palestra para o FMI, em 7 de setembro de 2006, que uma crise no setor imobiliário estava surgindo. Tal previsão não era tão difícil de se fazer: depois dos atentados de 11 de setembro, o então presidente do Federal Reserve (BC dos EUA) Alan Greenspan, viu-se obrigado a cortar várias taxas de juros para estimular a economia do país. Tal ação aumentou drasticamente a demanda do mercado imobiliário e, em conjunto com crédito barato e preços elevados, criou a temida e frágil -bolha-, pronta para estourar.

É claro que o empréstimo para pessoas com baixa capacidade de pagamento da dívida(chamados “subprimes”) era arriscado para os bancos mas, ao mesmo tempo, tentador. Para driblar este risco, os bancos recorreram ao processo chamado de secutirização, que é o agrupamento destes papéis de dívidas e a venda deles no mercado financeiro. Cada papél de dívida era avaliado entre AAA e B, de acordo com o risco (AAA = menor risco). Para facilitar a venda das dívidas dos subprimes que eram classificados na faixa entre BBB e B, foi criado um órgão chamado Fundo CDO (Colateralized Debit Obrigations), que reclassificava estes papéis de alto risco novamente entre AAA e A. Logo, títulos de dívida que na realidade eram BBB ganhavam maquiagem de AAA e assim eram vendidos.

Clique para ver a linha do tempo da crise
Clique para ver a linha do tempo da crise

Com o tempo, o índice de inadimplência foi crescendo entre compradores de imóveis, fazendo que o preços destes despencassem e fossem devolvidos. Para piorar, quando um banco tentava refinanciar um imóvel, pagava os juros restantes da hipoteca mas, para isso, recorria à empréstimo de outros bancos. Porém, quando percebeu-se a presença dos “títulos podres”, estes empréstimos interbancários foram cessados. Sem dinheiro dos credores ou acesso a crédito, e em posse dos títulos podres, os bancos sentiram o estouro da bolha de frente e começaram a falir em um total de 52 até agora, só nos EUA. Começando pela quebra do Lehmon Brothers, que congelou o acesso ao crédito em escada mundial. A falta de crédito gerou redução do consumo, que afetou diretamente a taxa de emprego, reduzindo ainda mais o crédito e logo o consumo, criando um ciclo vicioso.

Roubini se pronunciou novamente no dia 02 de outubro de 2009 em Instambul, comentando que a crise possui um formato de “U” no momento, mas pode tomar forma de um “W”, com uma segunda queda, caso os estímulos econômicos sejam retirados de forma indevida ou em um período errado. Muitas felicidades, muitos anos de vida!

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: