Início > Bombou!, Período 1º > Dilema da Segurança

Dilema da Segurança

Antes de ler: este post foi feito enquando eu cursava Relações Internacionais (por 3 períodos) e não possui cunho econômico mas, mesmo assim, vale a leitura.😉

Leia esta notícia:

… Barack Obama […] disse ao presidente da Coreia do Sul, Lee Myung Bak, que o lançamento de um míssil por parte da Coreia do Norte representaria uma “provocação”.

…a Coreia do Norte já começou a colocar combustível nos depósitos para o lançamento do que poderia ser um míssil balístico…

Obama ressaltou que o lançamento do míssil, que o regime norte-coreano diz ser um satélite, viola as resoluções do Conselho de Segurança da ONU. O presidente americano explicou a Lee que consultará Seul antes de tomar medidas…

O Estadão, 2 de abril de 2009

abcMal sabem (ou não) os Estados Unidos que o possível lançamento deste míssil/satélite é culpa deles mesmo. Não, não vou cair no velho clichê de falar que a culpa é dos Estados Unidos, do capitalismo ou da globalização sem apresentar nenhum argumento. Esta notícia é útil para exemplificar o fabuloso, espetacular e maravilhoso Dilema da Segurança! Eu não encontrei nada sobre isso no Google da vida, eu não sei até que ponto isto é ruim ou bom.

Esta teoria foi criada durante a Guerra Fria por um um famoso teórico das Relações Internacionais, Kenneth Waltz, e se trata, resumidamente, deste processo: o Estado A arma-se visando ter mais influência sobre o Estado B. Em resposta, o Estado B também arma-se como prevenção de um possível ataque. Da mesma maneira, o Estado A pensa que o Estado B irá atacá-lo e arma-se mais ainda, forma-se então um ciclo vicioso.  Este processo assemelha-se muito com a relação entre os homens no estado de natureza hobbesiano, porém numa escala internacional, entre Estados, a única diferença é que não há necessariamente uma agressão, como acontece para Hobbes.

Pois é, foi muito fácil formular esta teoria durante a Guerra Fria, pois o Dilema da Segurança era claramente visto durante a corrida armamentista entre os Estados Unidos e a União Soviética. A Coréia do Norte, assim como aconteceu com a falecida URSS, investe massantemente em tecnologia bélica, até porque começou seu programa armamentista em cooperação com a ex-URSS na década de 60, enquanto os setores das low politics, como a economia, direitos humanos e meio ambiente ficam em segundo plano.

Os Estados Unidos ainda possuem a posição de país com maior poder político, econômico e militar, o chamado tripé das Relações Internacionais. No Dilema da Segurança, a Coréia do Norte atua como o Estado B e os Estados Unidos, junto com potências mais próximas da Coréia do Norte, como a Coréia do Sul, Japão e China* representam o Estado A. Bloco comunista versus bloco capitalista, isso sim é um velho clichê. Agora, o que o Dilema não sabe prever é até onde um “simples” armamento pode ser apenas preventivo ou tornar-se, de fato, uma agressão bélica.

* – Pelo menos nas discussões quanto ao tema do possível míssil norte-coreano, a China ficou do lado dos Estados Unidos, não vou falar aqui do capitalismo econômico e comunismo socio-político da China, deixo para outro post, ou não.

Já que vários miguxos internacionalisMas visitam o blog, nada mais justo do que fazer algumas análises sobre os últimos temas internacionais, essa é a primeira de, espero, muitas. É bem interessante e engrandecedor para mim parar, pensar e analisar estes acontecimentos com a breve carga teórica que adquiri até agora. Tenho certeza que estes posts serão considerados os mais chatos do blog😀


Categorias:Bombou!, Período 1º
  1. Fernanda
    12 de Dezembro de 2011 às 5:58 PM

    só uma coisa, dilema de segurança é um conceito amplamente utilizado como justificativa dos teóricos realistas. mas tome cuidado que esse conceito foi levantado por John Herz.

  2. 6 de Abril de 2009 às 1:02 PM

    Mais chatos? Fala sério…
    Esses são os mais interessantes!

  3. Ivo Neto
    4 de Abril de 2009 às 11:14 PM

    Ah, fala do que a gafe de berlusconi pode gerar.

  4. Roberta
    4 de Abril de 2009 às 10:03 PM

    Isso aí Raquel. Beijos =D

    (isso que eu chamo de comentário inútil)

  5. Raquel Pedonni
    4 de Abril de 2009 às 12:19 PM

    O importante mesmo é escrever, e exercitando a escrita qualquer tipo de assunto, proveitoso claro, ta valendo. Por que você se aprofunda no que tá abordando e consequentemente tá apredendo mais e fixando a idéia. Ah, então pelos comentários aí, os seus sao os mais chatos e mais produtivos. E ra pra que ficar chateada com isso? :s não, nao fikei😛 hehehe. Só tb tenho certeza que os meus nao sao de cultura inútil. Beijos. Até mais ^^

  6. Roberta
    3 de Abril de 2009 às 10:07 PM

    eu gosto desses posts, porque posts de coisas inuteis num precisa nem ler pra entender… e é bom saber q vc tá sabendo de alguma coisa, mesmo que seja uma teoria que foi usada faz muito tempo e provavelmente agora ela está completamente refomulada, mas ao menos vc tá exercitando o ato de pensar

    beijos

  7. rodrigo cabral
    3 de Abril de 2009 às 9:04 PM

    é verdade, esses posts são os mais chatos, mas é legal…
    apesar d q gosto mais de cultura inútil!
    e d q tb não gosto de ler… hauhauhauuahua
    briks…aliás, é verdade msm!
    uiahIUHUAIHSIUhsiuhAUSHIuhsiu

    deixa posts pros teus miguxos de economia tb!😀

  8. Raquel Pedonni
    3 de Abril de 2009 às 9:43 AM

    Acho muito didático você colocar-nos a par dos acontecimentos recentes no mundo. Faça isso com mais frequência, sei que a galera vai valorizar. Ah, e nada de seus posts sobre o assunto serem os mais chatos, sai daê ô.
    agt arrasa😛

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: